domingo, 19 de janeiro de 2014

Madalena

Madalena é quem não sei escrever

Madalena é quem nunca fui
Filha das mazelas do mundo
Feita de tudo que há de mais impuro

Madalena vive pelos becos
Pelas bocas
Pelas mãos
Pelos copos
Pelos corpos

Madalena se perde em rima
E em prosa

Madalena se perde em mim
Madalena "é dessas mulheres que só dizem sim"

Madalena é a boca vermelha
O vestido amarelo
O sapato de salto
O samba de final de tarde

Madalena é a boca que grita
O coração que sofre
Os pés que sambam
Os olhos que riem
A lágrima que cai
A beleza que fica

Madalena é personagem
Sempre presente
Sempre ausente

Madalena é todas as putas do mundo
Madalena é ninguém

Madalena é ser invisível
De uma beleza indivisível

Madalena é mulher
Puta
Pura
Bruxa

Dizem eles que:
Madalena é
o pecado encarnado
em forma de mulher

2 comentários: