quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Deixem-me só para sofrer.

Não quero justificar
A razão da minha tristeza
Nem as linhas do meu poema
Não quero explicar
O que me causa essa dor
Nem a minha arte
Sofro por que era, e não é mais.
Sofro por que eu fujo mas não adianta.
E isso é o bastante, por que nada seria suficiente.

Entendam apenas superficialmente,
Não bebam dessa fonte de dor,
Não se afoguem nas lágrimas de saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário